Artigo: Jogo de xadrez pode ajudar na luta contra o Alzheimer
Crônicas Por Gérson Batista Terça-Feira, 19 de janeiro de 2016

Traduzido do inglês por: Vanessa Rodrigues

vanessarodrigues959@gmail.com

 

 

 

Jogo de xadrez pode ajudar na luta contra o Alzheimer 

 

Xadrez, quebra-cabeças e outras atividades que desafiam a mente podem ajudar a prevenir a doença de Alzheimer, diz estudo publicado nos EUA.

 

Essa pesquisa, que aparece no Proceedings of the National Academy of Sciences – um dos periódicos multidisciplinares científicos mais conhecidos do mundo – descobriu que pessoas que regularmente liam ou praticavam atividades desafiadoras, como o xadrez, tinham 2,5 vezes menos chances de ter doenças cerebrais debilitantes, as quais já afetam 4 milhões de norte-americanos. Aqui no Brasil estima-se que 1 milhão e 200 mil pessoas sofrem da doença de Alzheimer.

 

O principal autor do estudo, Dr. Robert Freidland, afirmou que as pessoas que não exercitam suas massas cinzentas têm grande chance de perder o poder cerebral.

 

A nova pesquisa quis saber sobre os passatempos habituais de 193 pessoas e englobou 26 tipos diferentes de atividades. A lista incluía atividades físicas, como jardinagem e tricô, hobbies como leitura e xadrez e atividades passivas como assistir televisão.

 

Freidland advertiu, entretanto, que os novos dados não desconsideram a possibilidade de a diminuição das atividades cerebrais serem o resultado da fase inicial do Alzheimer e não a sua causa.

 

O estudo encontrou pacientes de Alzheimer que não faziam outra atividade, a não ser assistir programas de TV.

 

Portanto, o estudo concluiu que a televisão pode ser um fator de risco para esse tipo de transtorno cerebral.

 

Mas é errado afirmar que a “TV deteriora sua mente” disse Bill Thies, vice-presidente da Medical and Scientific Affairs for the Alzheimer's Association (Assuntos Médicos e Científicos para a Doença de Alzheimer) que revisou a nova pesquisa.

 

“Eu creio que as pessoas estão procurando um método para evitar o Alzheimer”, disse Thies. “Infelizmente isso pode não ser tão simples assim.”

 

Outras pesquisas recentes descobriram que as desordens degenerativas do cérebro demoram mais a aparecer e a se desenvolver entre pessoas que praticam atividades intelectuais, como o xadrez.

 

O número de norte-americanos afetados pela doença de Alzheimer chegará a 14 milhões em 2050, de acordo com o envelhecimento da população em geral.

 

Fonte: abcnews.go.com/Health

 

 

Contato com a empresa Clube de Xadrez Online:

 

WhatsApp: +5535988595791

 

Fan Page: http://www.facebook.com/clubedexadrezonline

 

Skype: clubedexadrezonline

 

E-mails: loja@clubedexadrez.com.br / cursocxol@uol.com.br

 

Telefones: (35) 3558-9317 / 98859-5791 (Oi) / 98479-6385 (Claro) / 99931-0484 (Vivo) / 99219-5757 (TIM)

 

O Clube de Xadrez é feito para você!

 

Publicidade

 

 

Comprar Videoaula Finais Parte 2 - MI Roberto Molina/Prof. Julio Lapertosa